(00:00) COCORICÓ NA CIDADE
Júlio é um menino de 8 anos que nasceu na cidade grande. Ele vai passar as férias com seus avós e se apaixona pela Fazenda Cocoricó, que fica na cidade de Cocoricolândia, seus animais e pela natureza que não conhecia na cidade. Na primeira temporada havia apenas um cenário. Na segunda, outros cenários, como o quarto de Júlio, e muitos outros ganham espaço na série. Na terceira temporada ocorrem mudanças mínimas como clipes e episódios novos. A quarta temporada é a que mais apresenta modificações, como a aparição de novos personagens como seu primo João, o sapo Martelo, e o pato Torquato.

Descrição:
Série infantil, cujos personagens são de fantoche, apresenta as aventuras de Júlio, seus amigos e os animais da Cocoricolândia, desta vez em uma cidade grande. Produção da TV Cultura
(00:15) CURTA TV
O programa

Apresentado pela jornalista especializada Renata Boldrini, o Curta TV é coproduzido pela Associação Revista do Cinema Brasileiro. O programa abre uma janela para a exibição de filmes e notícias sobre o universo da curta duração. O objetivo é divulgar e incentivar a produção de curtas-metragens brasileiros em todos os formatos possíveis.
(06:25) SINFONIA MUSICAL
-
(07:00) IGREJA UNIVERSAL
Um programa da Igreja Universal.
(08:00) MISSA DOMINICAL
MISSA DOMINICAL
(09:00) VIOLA MINHA VIOLA
O "Viola, Minha Viola" é um dos mais antigos programas no ar pela televisão brasileira. Com 28 anos de transmissão ininterrupta, o programa é apresentado pela cantora e folclorista Inezita Barroso, que fez do palco do Teatro Franco Zampari um altar da tradicional música de raiz. Ignez Magdalena Aranha de Lima, seu nome de batismo, nasceu no bairro da Barra Funda, em São Paulo. Filha de família tradicional paulistana, Inezita tem um coração caipira, recheado de amor pelas tradições populares.

Em 2008, o "Viola" ganhou novo cenário, inspirado nas festas populares brasileiras. Fitas coloridas lembram as folias de reis e as festas santas. Uma cortina com dois mil fuxicos, feitos artesanalmente, também enfeita o cenário. A equipe de direção e produção busca valorizar a diversidade de sons da música caipira, uma matriz que influenciou diversos gêneros da música brasileira. Entre as novidades, Inezita também mostra vídeos de festas folclóricas pelo País.

(10:15) SR. BRASIL
Sr. Brasil por Rolando Boldrin

"A base do programa Sr. Brasil são os ritmos e temas regionais brasileiros. E vale tudo já escrito em prosa, verso e música - e até história a ser contada.
O programa é vasto, aberto, receptivo. Ele só não se permite o que não seja genuinamente nacional.
E aí entram discussões infindáveis. Porque além do charme da metrópole, muita coisa existe para confundir a identidade brasileira, incluindo-se os interesses comerciais. Por exemplo, musica sertaneja e musica caipira.
Coisa danada pra confundir. Entenda-se por musica sertaneja de alto consumo aquela que, originária da caipira, foi se vendendo aos poucos, perdendo suas características em função do apelo comercial. Envergonhada da sua condição de matuta, botou roupa de cowboy, postura madrilena e ritmo de guarânia.
Porque simples, aberto, despojado, sem rigidez de estrutura, Sr. Brasil tem uma proposta absoluta e propositadamente fechada a exemplo dos programas anteriores de Rolando Boldrin "Som Brasil", "Empório Brasil" e outros. Aqui só entram as manifestações da cultura regional brasileira.
A idéia do projeto é não ter qualquer preconceito contra intérprete ou ritmo. Os nossos materiais são os ritmos e os temas brasileiros. Se tivermos que colocar algo, vamos colocar o nosso. Pode ser até um projeto pretensioso, audacioso. Mas é a idéia. O programa não é rígido em termos de intérprete. Onde ele se fecha e na seleção musical, repertório, na sua concepção. Na prática, o seu leque é amplo, bastante abrangente. Não é só música caipira. São as manifestações regionais. Nele cabem, o Renato Teixeira, o Milton Nascimento, o Dominguinhos, o Chico Buarque, a Diana Pequeno, uma lista enorme de pessoas que fazem um trabalho ligado á cultura popular brasileira.
Nem só isso. Entram causos, trechos de autores brasileiros- inclusive os clássicos -, dança, peças de teatro, documentários (de importância ecológica), curtas etc. Mais uma lista infindável, levando-se em conta a riqueza cultural e natural do Brasil, um país que por sua extensão e variedade, seria mais corretamente reconhecido como continente.
Mas a idéia central é de um musical. Embora tenha, em determinados momentos esses vários temas. É um velho no interior de Minas que crava viola à mão. Mas ele também canta. Quer dizer, uma informação que se insere na proposta do programa."
"Não há país no mundo igual ao Brasil. Somos a mistura mais maravilhosa da Terra."

Rolando Boldrin
(11:00) SEICHO-NO-IE
IH
(11:30) MINAS RURAL
O Minas Rural traz as novas tecnologias, cotações, personagens da agricultura familiar, receitas e o artesanato em Minas. Produzido pela Emater-MG, o programa mostra a contribuição do trabalho de assistência técnica e extensão rural realizado pela empresa para o desenvolvimento no campo.
(12:00) ABZ DO ZIRALDO
Incentivar o hábito da leitura é a ideia do ABZ do Ziraldo. Apresentado pelo escritor e cartunista Ziraldo, é exibido aos domingos, às 12h, com participação de um coral infantil e de uma plateia repleta de crianças que estudam em escolas públicas.

Nesta nova temporada Ziraldo recebe convidados como o poeta Ferreira Gullar, os escritores Affonso Romano de Sant'anna, Edna Bueno e Adriano Messias, e a contadora de histórias Daniela Chindler. Gente que estimula nas crianças o gosto pela leitura.

O programa ainda abre espaço para o contador de história, com apresentação rica de objetos cênicos, acompanhamento musical e interatividade das crianças da plateia.
(12:30) VILA SÉSAMO
Na Vila Sésamo é assim: a gente já começa o dia na maior brincadeira, ao lado do Garibaldo, da Bel, do Elmo, do Ênio, do Beto e do Grover. Essa turminha vai ensinar a gente a descobrir melhor o universo dos números, das letras, dos sons, das cores e dos livros.
(12:30) MUNDO DA ARTE
HP
(13:00) DANGO BALANGO
Dango Balango é um programa infantil cujos personagens Joduca, Sdruvs e Druzila, criados especialmente pelo grupo Giramundos, participam de diversos quadros que se alternam, de programa para programa, de acordo com a temática desenvolvida em cada um deles. Desta maneira as crianças acompanham o tema se sentindo protagonistas da narrativa infantil.

Sem pretensões didáticas, "Dango Balango" é composto por atrativos diversificados, criando na telinha um mundo inteiro de diversões e estímulos à criatividade.
(13:30) TV PIÁ
Só quem pia é a criançada! A TV Piá é um programa voltado para o público infanto-juvenil, que debate os assuntos do ponto de vista das crianças. Usando vídeos de celular, de câmeras digitais, animações, desenhos e músicas feitas pelas próprias crianças. Os meninos e meninas assumem o controle do microfone e saem às ruas entrevistando, pesquisando e interagindo com a realidade de cada lugar.
(14:15) CARRAPATOS E CATAPULTAS
O programa

Carrapatos de outra galáxia que amam se catapultar, sugar gororobas até explodirem, para irem viver no “Mundo dos Carrapatos Fantasmas”.
(15:00) ESCOLA PRA CACHORRO
Escola para Cachorro é uma coprodução entre a produtora brasileira Mixer e a canadense Cité-Amérique. Destinada a crianças de 3 a 7 anos, a animação conta com 26 episódios e está sendo transmitida em 30 países. É uma série altamente educativa, cujo roteiro apresenta a história de cinco simpáticos cachorrinhos, Lucas, Lili, Koda, Suki e Pedro. Além de brincar e se divertir, os amigos também vão à escola todas as manhãs. Lá, eles aprendem a respeitar a diferença dos outros, resolver problemas de maneira criativa e ainda exercitam leitura e escrita.

A animação Escola para Cachorro foi roteirizada por uma equipe canadense, mas o processo prático ocorreu em solo brasileiro. A Lightstar Studio, em Santos, litoral de São Paulo, cuidou de todo as etapas de animação. O software usado para tal também foi importado do Canadá, com a empresa Toon Boom Animation. A produção musical ficou por conta do selo Palavra Cantada, de Sandra Peres e Paulo Tatit. O primeiro capítulo da série foi exibido em 12 de outubro de 2009, no canal fechado “Nick”.
(15:30) CURTA
O programa Curta é uma janela de exibição e reflexão sobre o curta-metragem nacional e internacional.
(16:00) FEIRA MODERNA
Revista eletrônica de música popular brasileira

O Feira Moderna é um programa jornalístico sobre música que incorpora making of, clipes, shows e depoimentos de artistas e críticos. Esse formato confere movimento e agilidade e aproxima a música de qualidade do seu público. A produção inclui especiais temáticos, seguindo a mesma linha do programa semanal.
(17:00) ARTE DO ARTISTA
Sob a batuta do diretor de teatro Aderbal Freire-Filho, Arte do Artista é um programa artístico que busca debater a própria Arte. Fugindo dos padrões convencionais, a atração propõe uma nova forma de ver e fazer televisão, lançando mão do conceito de obra em progresso, em que a concepção é paralela à produção.

À frente da nova atração, Aderbal vai em busca do sentido mais amplo da Arte, criando um espaço democrático de entrevistas, que reúne de artistas de rua a grandes expoentes de diferentes áreas culturais. E como a própria arte, que está sempre discutindo as fronteiras do real, o programa também expande o sentido de realidade, misturando-o com a ficção e trazendo, como resultado, um lustro teatral à atração.
(17:30) IMAGEM DA PALAVRA
Uma viagem pelo mundo da literatura brasileira e mundial
(18:00) HARMONIA
O universo da música clássica e erudita numa linguagem leve e popular

O Harmonia exibe temas relacionados à música de concerto, além de mostrar as histórias e depoimentos deste universo musical. Produzido em parceria com a Fundação Clóvis Salgado, o Harmonia surge com o propósito de reduzir o abismo entre o leigo e o público especializado em música clássica.
(19:00) BEM CULTURAL
UMA REFLEXÃO SOBRE O PATRIMÔNIO CULTURAL MINEIRO


O Bem Cultural propõe, através de documentários, uma reflexão sobre o patrimônio cultural mineiro nas mais variadas celebrações, formas de expressão, saberes e lugares de Minas Gerais. O programa procura compreender as particularidades de diversos cantos do território mineiro a partir dos sujeitos que os habitam e os conformam.

São apresentadas várias categorias de bens materiais e imateriais, sejam celebrações, formas de expressão, saberes e lugares, como também monumentos e objetos tradicionalmente reconhecidos.
(19:30) DIVERSO
O Diverso aborda a cultura urbana e pop e seu impacto no mundo de hoje. Em cada edição, o programa trata de um assunto relacionado às manifestações culturais e artísticas do Brasil.

O programa levanta questões relacionadas às nossas matrizes culturais – como elas se articulam em relação à contemporaneidade – e tem como proposta refletir de forma crítica sobre o imaginário popular e investigar o que significa ser brasileiro e latino-americano nos dias atuais
(20:00) CULTURA DOCUMENTÁRIOS
Com apresentação e curadoria internacional do crítico Amir Labaki, fundador do mais expressivo festival do segmento, o programa Cultura Documentários exibe uma generosa lista de produções raras e inéditas. Os títulos são dos mais diversos, muitos deles premiados – no meio, tem vencedores de Emmy e de Oscar. Os documentários são distribuídos em cinco grandes grupos, de acordo com o dia da semana: biografias, produções nacionais, artes, longas-metragens e sociedade. “É uma forma de localizar o espectador”, esclarece Labaki.
(21:00) MEIO DE CAMPO
O Meio-de-Campo é um programa semanal de debate e reportagens especiais sobre futebol. Cobre o principal esporte nacional sob vários pontos de vista: cultura, história, comportamento e política, dentro do leque de interesses que pautam a tevê pública.

A equipe do programa investe em interatividade, dando voz ao torcedor, e traz convidados do jornalismo esportivo e de áreas afins que possam iluminar as discussões.
(22:00) ENSAIO
No ar desde 1990, Ensaio traz a cada programa um artista diferente que, além de cantar, fala do trabalho, da vida particular e relembra casos vividos. Apresentado por Fernando Faro, o acervo contém informações preciosas sobre os maiores músicos brasileiros

As mais diferentes tendências e gêneros da música brasileira de qualidade estão registradas nestas conversas, que passeiam pelo samba, bossa nova, tropicália, jovem guarda e música de raiz.
(22:30) SOY LOCO POR TI CINEMA
Soy Loco Por Ti Cinema é uma série de filmes produzidos em países da América Latina, Espanha e Portugal. São filmes de comédia, drama, policial e de ação, que chegam para divulgar a história, os costumes e a Cultura do povo ibero-americano. Em cada nova sessão é possível conhecer diretores, produtores, atrizes e atores que atuam em outras praças, bem como acompanhar a produção cinematográfica.
(22:30) CINEMA
EXIBIÇÃO DE FILMES